Jingle do candidato Paulo Braga

0

Nossa Capinópolis  parece um pouquinho com a casa da gente … É onde a gente se reconhece, onde a vida acontece tão alegremente.

Por ela a gente tem amor, a gente tem carinho … entrega o coração.

Mas sabe a hora de arrumar, mudar algo de lugar e dar mais atenção.

A Câmara municipal pode melhorar, pode ser diferente… mas esse jeito é a gente que dá, em primeiro lugar, tem que tá mais presente!

Paulo Braga, eu quero, para ser o meu vereador. Paulo Braga eu quero, agora é quatorze zero zero zero.

Paulo Braga, eu quero, para ser o meu vereador. Paulo Braga eu quero, agora é quatorze zero zero zero.

É jornalista, administrador e por nosso povo ele sempre lutou. Um cara competente e experiente, que para nossa história sempre deu valor.

Por Capinópolis ele tem amor, e por sua gente, um verdadeiro sentimento.

Ele é assim, ele tem palavra, e cumpre com seu juramento.

Vamos todos apoiar o Paulo, Paulo Braga é Capinópolis cem por cento.

Paulo Braga, eu quero, para ser o meu vereador. Paulo Braga eu quero, agora é quatorze zero zero zero.

Paulo Braga, eu quero, para ser o meu vereador. Paulo Braga eu quero, agora é quatorze zero zero zero.

#Programa Grande Negócio

0

História

0

Nascido na década de 80, Paulo Braga foi criado com muito amor pela mãe, dona Marina e pelos avós maternos — a dona Catarina e o sr. João Braga.

A relação amorosa com os avós foi importante na formação do seu caráter.

O padrasto, Divino, sempre foi um grande parceiro e incentivador de Paulo e de seus irmãos.

Após chegar da escola, Paulo ajudava a avó nos afazeres domésticos. O primeiro pagamento que recebeu foi da avó, que decidiu que seria sua primeira patroa.

A avó incentivou Paulo, na época com 13 anos, a realizar um curso de informática.

Aos quatorze anos se tornou professor de informática em uma igreja evangélica. Aos quinze, ingressou no escritório de contabilidade como office boy, tornando-se um grande admirador do Lauro Ferreira, seu patrão.

Com muito esforço, conseguiu ingressar na faculdade. Para pagar a mensalidade, desenvolvia websites para clientes de todo o Brasil em uma época que a Internet ainda se desenvolvia no país. Visionário e empreendedor, aos 20 anos, criou o primeiro jornal digital da região em 2002. Em 2006, criou uma das primeiras empresas de comércio eletrônico do Triângulo Mineiro.

Recebeu um forte golpe em 2007, quando a avó — sua fonte de inspiração—, morreu.

Sua grande paixão sempre foi o jornalismo e a possibilidade de ajudar as pessoas. Não para de estudar e aprender.

Como jornalista, conhece as necessidades do povo e recebeu o chamado para ser um de seus representantes em 2016. Relutou e não aceitou.

Nilton Pinto e Tom Carvalho fazem Paulo Braga chorar de rir em entrevista

0

A ‘dupla do riso’ Nilton Pinto e Tom Carvalho realizaram um espetáculo de humor na noite da última quinta-feira (20) em Capinópolis, no Triângulo Mineiro. O grande público ficou se divertiu com o show dos horistas goianos.

ASSISTA À REPORTAGEM:

Os humoristas interpretaram personagens consagrados pelo público brasileiro — Manelão e Shirley— arrancaram gargalhadas do público.

Um dos segredos da dupla é regionalizar as piadas, citando cidades da região. O personagem Manelão — que não aceita o filho gay— seria de Santa Vitória. A estratégia é para situar o público e causar empatia.

O salão de eventos ficou lotado e nem o forte calor impediu que o público se divertisse.

Parte da renda do show com a dupla de humorista será destinada ao tratamento do pequeno Henrique. Uma grande movimentação regional busca recursos para custear o tratamento do bebê que nasceu com Holoprosencefalia Alobar.

Horas antes do show em Capinópolis, a dupla recebeu o Tudo Em Dia em uma pousada em Cachoeira Dourada de Minas para um bate papo bem descontraído.

Em entrevista ao jornalista Paulo Braga, os humoristas relembraram o início da carreira, falaram de personagens criados e de futuros projetos para as redes sociais.

Nilton Pinto — logo após o encerramento da entrevista— afirmou que enfrenta problemas de saúde e deve fazer uma cirurgia nos próximos dias.

Fotos do evento:

Tom Carvalho interpreta o personagem Manelão (Foto: Paulo Braga/Tudo Em Dia)
Tom Carvalho interpreta o personagem Manelão (Foto: Paulo Braga/Tudo Em Dia)
Nilton Pinto e Tom Carvalho cantam durante o show (Foto: Paulo Braga/Tudo Em Dia)
Nilton Pinto e Tom Carvalho cantam durante o show (Foto: Paulo Braga/Tudo Em Dia)

69% dos brasileiros que tem acesso à internet gostam de assistir vídeos

0

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística —IBGE—, apontou que o Brasil tem 116 milhões de pessoas conectadas à internet. A pesquisa compila informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad C), divulgada em fevereiro de 2018.

Assistir a vídeos na internet é uma das atividades favoritas de 69% dos brasileiros com acesso à rede mundial de computadores. Os dados do Ibope foram divulgados em agosto de 2018. Ainda conforme a pesquisa do Ibope, 44% dos brasileiros têm na internet hoje “seu principal meio de entretenimento”.

O portal Tudo Em Dia investe em conteúdo multitela —computador, smartphones, tabletes e smarttvs. A empresa produz reportagens em vídeo, documentários e até um desenho animado já está no catálogo do Tudo Em Dia.

A audiência do portal deu um salto de 2016 à 2018 e as produções em vídeo foram grandes aliadas.

O celular continua a ser o principal aparelho para acessar a internet no Brasil, segundo o IBGE. O Tudo Em Dia confirma a pesquisa com dados próprios de sua audiência —mais de 70% da audiência vem de smartphones.

Para Fábia Juliász, diretora de medição da Kantar Ibope Media, a internet mudou a forma como televisão é pensada. “Com a digitalização, o usuário se libertou da grade de programação e ganhou escolha”, disse ao jornal O Estado de S.Paulo.

Aprenda a criar uma promoção de sucesso na Internet

0

Ter uma estrategia de marketing eficiente na Internet vai muito além de fazer um post no Facebook. Ter um planejamento é necessário para que tenha sucesso na comunicação.

Sua empresa tem que conectar todas as campanhas que estiver realizando no momento ─ rádio, tv, jornais e claro, Internet ─ mas se seu orçamento está um pouco reduzido, oriento que foque nos anúncios on-line, mas não basta publicar algumas fotos ou uma suposta promoção na rede social e esperar que milhares de pessoas procurem sua empresa.

Planeje uma campanha que tenha a ‘cara’ da sua empresa ─ desenvolva uma bela arte gráfica ou contrate uma agência ou profissional que saiba fazer isso. Uma dica importante é ficar atento aos formatos de publicação de cada rede social – Veja o exemplo:

  • Uma chamada no Facebook com link para outro website: 1200×628 pixels (recomendado)
  • Capa da fan page do Facebook: 820×312 pixels (recomendado)
  • Vídeo para o Facebook: 1280×720 pixels (recomendado)
  • Imagens e vídeos para o Instagram:  1080×1080 pixels (recomendado)
  • Vídeos para IGTV (Instagram): 720×1280 pixels (recomendado)

Poste a arte gráfica nas redes sociais e impulsione para ter mais resultados. Portais de notícias regionais podem levar grandes resultados, já que se comunicam com milhares de pessoas todos os dias ─ portais tradicionais como o Tudo Em Dia já tem uma grande gama de leitores.

A produção de um vídeo para divulgar sua promoção ou produto, pode ser extremamente eficiente na comunicação. Caso tenha interesse em fortalecimento da sua marca, patrocinar projetos culturais produzidos para Facebook ou Youtube que tenham ‘sintonia’ com sua empresa tem um grande poder.

Para organizar a ‘linha do tempo’ da sua estratégia, veja se os passos abaixo já estão alinhados no seu projeto de marketing:

1 – Logomarca (identidade visual da sua empresa, produto ou serviço);

2 – Cartões de vista (com a marca da sua empresa);

3 – Canais nas principais redes sociais ─ Facebook, Instagram, Youtube, etc;

 

Apoio: Tudo Em Dia

A importância do marketing para quem não compra seu produto

0

 

Você sabe dizer a importância de fazer marketing para quem não compra seu produto ou serviço? Dependendo do seu posicionamento de venda, você pode optar por segmentar seu público-alvo comercializando um produto de qualidade superior e consequentemente, mais caro.

Mas você pode se perguntar ─ “Por que gastar com marketing para quem não irá comprar meu produto ou serviço?”
A resposta é simples ─ O consumidor do seu produto ou serviço só irá se destacar entre os consumidores de outras marcas se eles souberem o que ele comprou e a importância do que ele comprou ─ vou dar um exemplo.

– O iPhone X é um dos smartphones mais caros da atualidade, porém, existem outros aparelhos de outras marcas que competem de igual em design e desempenho. Mas o que faz do iPhone X um aparelho desejado é o marketing feito para pessoas que não podem comprá-lo. Digamos que você compre um iPhone X e seu grupo de amigos não tem um ─ eles irão dizer: “Você está com tudo, tá comprando até um iPhone top”. Se eles não soubessem a “importância” do status de ter um iPhone X, eles simplesmente iriam ignorar o fato de você ter comprado um aparelho tão caro.

Mas fique atento! Muita gente acredita que postar promoções ou falar do seu próprio produto nas redes sociais, é o suficiente para atingir o público-alvo. Quando falamos de nós mesmos ou do que vendemos, não temos a mesma força para formar opiniões do que um terceiro falando do nosso trabalho ou do nosso produto/serviço.

Contratar uma agência, influenciador digital ou empresa de mídia é muito importante para fortalecer sua marca e se destacar dos demais concorrentes. Pense nisso e até a próxima.

O sucesso consiste em conectar pontos que nunca foram conectados

0

O sucesso de cada vez consiste em conectar os pontos que ainda não foram afetados. Essa questão serve de base para tudo o que você precisa fazer na sua vida, seja na área profissional, seja no empresarial e no seu dia-a-dia.

Você deve estar se perguntando, Braga, como assim? Vou explicar com alguns exemplos da tecnologia:

Ainda criança, cheguei a música em fita k7 em um tocador de fitas Walkman – um tipo de música do iPod. Você nunca mais ouviu falar em fita k7 e não Walkman, mas era muito bom ter uma mobilidade de ouvir a música em qualquer lugar – uma parte ruim era ter voltado a uma música toda vez que queria ouvir a mesma música, sem falar como as pilhas mal davam para a fita do lado A e lado B.

Na década de 1970, um professor chamado Dieter Seitzer, da Universidade de Nuremberg, na Alemanha, estudava inglês, era aluno de seus grupos de estudos, era formado por música de alta qualidade, era chamado de aulas telefônicas. Com o surgimento das fibras ópticas, Seitzer resolve that sua pesquisa não é mais necessária, e muda o foco para uma codificação de música. Surgia aí, o ‘MPEG-1 Camada 3’ (mp3).

Em meados da década de 1990, o mp3 chegou ao consumidor final e como as músicas passaram a ser enviadas via Internet – também foi com a milagrosa modem modem de 28kbps – vindo com uma grande ruptura com o passado. As pessoas podem gravar como músicas em um disco compacto (CD).

No final dos anos 90, o Napster ‘conectou’ outro ponto – o compartilhamento de músicas via Internet – e uma explosão de popularidade do formato mp3, levando a indústria fonográfica à loucura.

Em 2001, a Apple notou uma tendência, como os primeiros apontaram os seus óculos e entrar nos bolsos, então o iPod, um tocador de mp3 que fez uma verdadeira revolução que presenciamos até hoje. Steve Jobs já existiu como já inventado e como pessoas já ouviram as suas músicas no computador, mas não tinha uma possibilidade de carregar as bolsas no bolso.

É verdade que a pirataria tem uma internet por muito tempo – download comum de um pacote de vírus para o conjunto de músicas. Surgiu então, o serviços de streaming de áudio como o Deezer e Spotify, onde o usuário paga uma mensalidade e pode ouvir milhões de músicas em um programa de alta definição e sem riscos de vírus.

Conectar pontos que nunca foram conectados é uma iniciativa e não é retomada à tecnologia.

O simples ato de sorrir ou de cumprimentar um homem com um bom dia, pode fazer as conexões importantes na vida pessoal.

O livro se originou para outro indivíduo com uma forma única, como um ponto de apoio. Por exemplo ─Sou Paulo Braga e transisso Paulo Paulo Paulo Sou Paulo Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou Sou , jornalista e consultor de marketing – uma mensagem será fixada na memória do interlocutor.

Paulo Braga – www.paulobraga.me

Paulo Braga durante a gravação de uma reportagem para o TUDO EM DIA em 01 de 2018 / foto: Tudo Em Dia

A verdade sobre o marketing. Entenda de uma forma simples e objetiva

0

O Marketing na visão do papa da administração: Philip Kotler tem duas vertentes sobre o tema ─ uma com uma abordagem social e outra com uma abordagem gerencial.

Abordagem social:  Marketing é um processo onde indivíduos ou grupos obtêm aquilo que querem e atendem suas necessidades.

Abordagem gerencial: Marketing é a arte e a ciência de aplicar os conceitos fundamentais de comercialização de escolher o mercado alvo e obter, manter e crescer os clientes através da criação, entrega e transmissão aos próprios clientes, de um valor superior.

Eu, como administrador e pós graduado em marketing, adoto os conceitos de Kotler, porém, faço uma simplificação ─ Marketing é a ciência de transformar o mercado em ferramenta para atender as necessidades dos clientes e satisfazê-las.

Para sustentar essa ideia, estabelecemos os pilares:

PESQUISA  – Onde as seguintes questões deverão ser respondidas claramente: ‘O que o mercado quer?’; ‘Quem é meu consumidor?’; ‘Quanto ele pode pagar?’.

DESENVOLVIMENTO: Fase onde as questões: ‘Quais produtos e/ou serviços ou oferecer?’; ‘Quais as características deste produto e/ou serviço?’; ‘Como será sua embalagem’?.

COMUNICAÇÃO: É nesta fase do processo que entram a publicidade, propaganda e a promoção (quer saber a diferenças entre essas opções, clique aqui).

VENDAS: É o emprenho em colocar o produto e/ou serviço na mão do consumidor ou revendedor.

PÓS-VENDAS: Suporte após finalizar a venda ─há um grande margem para fidelizar e vender mais para o consumidor nesta fase.